domingo, 23 de fevereiro de 2014

A Liberdade de Expressão

A cada dia me surpreendo com a forma com que alguns grupos insistem no absolutismo de suas ideias em detrimento das ideias alheias.

Hoje é o tempo da liberdade de expressão, da tecnologia da informação, da globalização. Por um lado, há a cultura dominante, historicamente polarizada nas tendências conservadora e moderna, que por sua vez são a cada dia mais difíceis de se delimitar.

Por outro lado, a liberdade de pensar e de agir de cada indivíduo, de forma personalizada, parece nunca ter sido tão intensa e tão poderosa.

sábado, 15 de fevereiro de 2014

As Desavenças

Conflitos, discórdias, desavenças… tudo isso possui um propósito sagrado em nossas vidas. Só assim podemos nos dar conta do quanto somos finitos, limitados. Não importa o quão puras sejam as nossas intenções, ou quão absolutas sejam as nossas convicções. Em algumas circunstâncias, isso não fará nenhuma diferença.


Devemos nos vigiar para não afundarmos no mais profundo sentimento de frustração. Resistamos à tentação de olhar a situação de perto, da forma mais fácil, e analisemos o panorama geral. Temos nossas razões, os outros igualmente as têm. Temos nossos sentimentos, os outros igualmente as têm.

domingo, 9 de fevereiro de 2014

O Amor Tudo Vence

Se tudo vale a pena quando a alma não é pequena, podemos dizer da mesma forma que o amor tudo vence. Acredito no despojamento material e na liberdade da alma para nos realizarmos plenamente diante de nossa frágil natureza humana.


Não estou dizendo com isso que devemos agir de forma irresponsável diante de nosso corpo e de nossa alma. Não. Estou dizendo que, quando chegamos uma idade adulta, é saudável rever e criticar os paradigmas que nos são impostos desde quando somos crianças, no que diz respeito ao que é certo e ao que é errado. Porque o mundo muda ao nosso redor e nem sempre quem nos dá os conselhos percebe isso. Já não é suficiente sabermos o que é permitido e o que não é permitido fazer, mas o fundamento das coisas. Só assim estaremos realmente prevenidos contra os erros.

domingo, 2 de fevereiro de 2014

A Gratidão

Quando se tem amor por alguém, de qualquer natureza que seja, não se espera qualquer tipo de pedido. 
Porque quem ama é atento aos desejos e necessidades de todos os tamanhos.
Quem ama tem a sensibilidade para surpreender e encantar as relações humanas com atitudes generosas.

E assim surge a gratidão: da acolhida a esses atos voluntários e despretensiosos.
Porque alguém fez por você ou pelos seus o que podia. Fez porque quis fazer.
Sem que houvesse expectativa, sem que houvesse exigência.
Sem esperar nenhuma retribuição.