domingo, 9 de março de 2014

Acima de Tudo, Amemos

Vivamos intensamente. E amemos, amemos muito, em olhares, em toques, abraços, em beijos, em palavras e em atitudes concretas. Amemos como se só soubéssemos fazer isso, e nada mais. Porque tudo se dobra diante do amor só pra vê-lo passar.

O amor escandaliza o mundo. Porque se o ódio causa repulsa, o amor provoca inveja. Não é que as pessoas queiram invejar quem ama, mas o invejam por quererem amar e muitas vezes não saberem, porque possuem seus corações cheios de outras coisas.


As pessoas passam a vida inteira buscando fortuna e prestígio apenas para descobrirem que isso é bom, mas não é tudo. Dinheiro e fama abre portas, mas não garantem felicidade e não realizam plenamente.

Até mesmo o conhecimento, por si só, não realiza. É maravilhoso obter respostas para os questionamentos que mais afligem o gênero humano, entretanto sempre haverá novas perguntas. Por isso, é preciso ter em mente que conhecimento e sabedoria não são a mesma coisa. O conhecimento, quando não se converte em sabedoria, envaidece e torna o homem arrogante. A sabedoria usa do conhecimento para estreitar as relações e fazer o homem crescer. A isso se referia o apóstolo quando escreveu que "o conhecimento incha: só o amor faz crescer" (1Cor 8,1).

Nesta vida, aprenderemos e conquistaremos muitas coisas. Podemos falar novas línguas, curar pessoas e construir pontes. Mas estaremos sós se isso não vir acompanhado da capacidade de compreender e amar as pessoas ao nosso redor, com simplicidade, sem preconceitos e sem juízos temerários.

Só ama quem olha pra dentro. Dentro de si, dentro do outro. Porque enquanto a paixão inflama, quando passa ficam só as cinzas que qualquer vento leva. Mas o amor chega como quem não quer nada e muda toda uma vida.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário